Betina Pinto

 

Mestra em Comunicação pela Universidade Paulista (UNIP -SP); Pós-graduada em Docência para o Ensino Superior pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp- EC); Graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário FACVEST/ SC. Atuou como repórter e apresentadora de telejornais do SBT e RBS, gerenciou a criação e desenvolvimento do Departamento de Jornalismo da Rede Novo Tempo de Comunicação, coordenou o curso de Jornalismo da Uniplac (SC). É professora universitária para os cursos de Jornalismo e Comunicação Social no Unasp-EC. Apresentadora do programa de TV "Concerto de Ideias" e do programa de rádio "Sempre Mulher", ambos veiculados na Rede Novo Tempo de Comunicação. Pesquisadora dos grupos Mídia e Imaginário (UNIP-SP) e Excelsior! (Unasp-EC) onde desenvolve pesquisas nas áreas de Religião, Mídia e Gênero com ênfase na monetização do amor, midiatização da fé, violência simbólica, servidão voluntária e mentalidade submissa.

 

 

Currículo Lattes

Projeto de Pesquisa

Sob a orientação do prof Dr. Jorge Miklos, a pesquisa procurou estudar as estratégias que promovem a manipulação midiática no universo televisivo, com ênfase na criação de vínculos midiáticos e na construção da mentalidade submissa. Além disso, também foi alvo de análise o estudo da midiatização da fé e o diálogo entre a mídia televisiva e as religiões, com ênfase na promoção da violência simbólica contra as mulheres e no desenvolvimento da servidão voluntária, tendo como base uma análise do programa televisivo The Love School e da maneira como ele se utiliza da construção imagética da mulher para promover violência. 

© Mídia e Imaginário - Grupo de Pesquisas em Mídia e Estudos do Imaginário.